Guia de SEO para médicos – Parte I

por: Redação

Doutor, se você já busca por estratégias de marketing online que possam ajudar o seu consultório ou clínica, com certeza já esbarrou no termo “SEO” em algum lugar. Mas o que é SEO? E será que ele pode mesmo contribuir para seu negócio? Hoje começamos uma série de artigos sobre como o SEO pode ajudar o médico.

O que é SEO?

SEO (Search Engine Optimization) são estratégias para otimização de sites e páginas na internet para que elas performem melhor nos motores de busca.

Essas estratégias levam em conta os aspectos analisados por esses serviços na hora de ranquear os resultados, além de segmentar seu conteúdo para que atinja o público desejado através da utilização de ferramentas de localização e uso de palavras-chave.

Por que preciso investir em SEO?

Não é à toa que existe o ditado moderno que o melhor lugar para esconder um corpo é na página 2 do Google, pois ninguém nunca vai lá. Sem o uso de técnicas de SEO, boa performance orgânica (não paga) é quase impossível, já que os motores de busca terão dificuldade de encontrar seu conteúdo ou não o considerarão relevante o suficiente para aparecer nas primeiras páginas. 

Ou seja, boas práticas de SEO são a forma de te deixar na primeira página do Google sem uso de Ads. Porém, é importante compreender que o tempo até a estabilização da marca em bons ranqueamentos via performance orgânica não é rápido como com o Google Ads.

Como funciona o ranqueamento do Google?

O Google analisa quão informativa, confiável e de qualidade a página é. Ele analisa elementos do site e da página, uso de palavras-chave, links que recebe de outros sites, links para sites externos e os sinais da experiência do usuário. Informações sobre o usuário também influenciam esse ranqueamento.

O processo de retorno de pesquisa envolve três passos: rastreamento, indexação e exibição de resultados.

No primeiro, os robôs do Google utilizam algoritmos para encontrar páginas que correspondam à pesquisa, além de definir a priorização e frequência dessas páginas. 

E o que é esse algoritmo?

O algoritmo de busca do Google muda com frequência para manter-se atualizado às novas demandas e comportamentos, além de incluir aspectos mais tecnológicos para contribuir nessa busca de resultados. Nessas atualizações, o Google também age contra páginas consideradas maliciosas ou de baixa qualidade, rebaixando-as ou retirando dos resultados de busca.

O Google não divulga em detalhes todos os fatores que envolvem o ranqueamento, porém existem alguns aspectos conhecidos, se dividindo em fatores “on page” e “off page”.

On page são os elementos que estão dentro de cada página do seu site. SEO on page visa otimizar esses pontos para que seu site seja mais bem ranqueado. Alguns deles são conteúdo, título, meta descrição*, tags, imagens e descrição de imagens, URLs e links utilizados.

*Meta descrição é a descrição da página que aparece no Google, porém algumas plataformas não permitem alterar esse texto, o que faz que seja determinado um texto automático com base no início do seu post.

Já off page são elementos fora da sua página, principalmente como ela é vista por usuários e outros sites. Ou seja, se ela tem muitos visitantes, recebe muitas visitas por quem busca diretamente pela marca ou é muito citada por outras páginas bem sucedidas, o Google entende que é uma página relevante.

Não existem atalhos!

Porém é importante entender que o ideal é construir estratégias de crescimento real para seu site. SEO não é magia nem “jeitinho”. Tanto que existem algumas formas que sites usam para ranquear bem no Google sem oferecer um bom conteúdo. Porém o algoritmo já está atento a essas técnicas e está punindo essas páginas com queda de ranqueamento ou até banimento. Um ganho excessivo de menções de domínios suspeitos em pouco tempo, por exemplo, é um indício dessas técnicas erradas.

Continue estudando

SEO é a melhor maneira de ajudar o seu site a ficar bem posicionado no Google. Mas, assim como o algoritmo da ferramenta de busca é complexo, o SEO também é. Continue atento às atualizações da EvidênciaMed para acompanhar a próxima parte deste guia!

Instagram | Facebook | Linkedin | Newsletter